6 dicas para usar mármore como peça de acabamento de luxo

O mármore é uma peça que se destaca na arquitetura e na decoração desde sempre e nunca sai de moda.

A pedra foi muito utilizada na civilização grega e até hoje conquista fãs pelo mundo, garantindo ambientes elegantes, sofisticados e, sem dúvida, contemporâneos.

Hoje em dia, a tendência é que o mármore seja adotado não só em banheiros ou cozinhas, mas que conquiste também todos os outros cômodos da casa. A clássica aplicação em pisos e bancadas convive hoje com o uso de objetos decorativos, móveis, paredes e fachadas do material.

Outra tendência muito interessante é o uso de revestimentos que reproduzem a estética do material e ainda trazem outras vantagens, como um preço mais acessível, pouca necessidade de manutenção e limpeza mais fácil.

Quer descobrir outros motivos para apostar no mármore como acabamento de luxo e conferir algumas inspirações? Não deixe de ler nosso post!

O que é o mármore?

Normalmente encontrado em regiões de atividade vulcânica, o mármore é uma rocha metamórfica, gerada em altas pressões e temperaturas a partir de processos físicos e químicos. O resultado é uma pedra homogênea com veios que, depois de tratada, pode apresentar texturas e formatos variados.

A cor da rocha é proveniente de minérios, como a mica e o feldspato, apresentando tons esverdeados, pretos, róseos, brancos ou creme.

Como tudo começou?

O uso de rochas ornamentais como o granito, o limestone e o próprio mármore começou no período neolítico, principalmente em estátuas, túmulos e monumentos.

Apesar de ter sido utilizado primeiramente pelos egípcios, foi na civilização grega que o mármore conquistou parte da fama que tem hoje. Alguns edifícios com o material, como o Partenon e os templos de Atenas e de Zeus Olímpico, foram construídos ainda no século V a.C.

No início da Idade Média, ele conseguiu espaço também no interior de residências e nas obras e esculturas renascentistas do século XV. A partir daí, conquistou a Europa e o resto do mundo.

Aplicações na decoração

Antigamente, a pedra tinha destaque em banheiros e salas, aparecendo também em pisos e escadas. O custo elevado e sensibilidade à umidade dificultavam sua aplicação em ambientes externos e cozinhas, por exemplo.

Apesar de resistente e durável, o mármore precisa de cuidados. A rocha pode ser desgastada por riscos, pancadas ou materiais abrasivos.

O uso do mármore em áreas externas é pouco indicado também em função dos danos que podem ser causados pela movimentação intensa e por fatores climáticos (chuva e poluição) que desgastam e alteram as características próprias do material. Nesse quesito, o uso de revestimentos que reproduzem o material pode se mostrar mais vantajoso.

Geralmente, a pedra é aplicada em ambientes com traços mais clássicos e minimalistas, uma vez que garante características mais sofisticadas, com uma pegada discreta e, ao mesmo tempo, marcante.

O mármore Carrara era a primeira opção de muitos arquitetos por seu visual mais clean, caracterizado pelo fundo branco com veios acinzentados. Mas, hoje, ele está perdendo espaço para variedades mais coloridas, que apresentam cores como creme, marrom e cinza.

A estética do mármore assegura o ar nobre da decoração, por isso conheça abaixo seis dicas para aplicá-lo e trazer requinte e sofisticação ao seu projeto!

Seis dicas para usar o mármore

A rocha demanda um investimento alto. Em média, os preços do m² começam em R$ 300, mas variam de acordo com a cor e o tipo. O valor depende também da exclusividade do mármore escolhido, podendo chegar a mais de R$ 1.500 para peças importadas e mais raras, como o grego Branco Thassos.

Também nesse ponto, revestimentos que reproduzem o mármore podem ser uma boa pedida!

Independentemente de qual você escolher, selecionamos as seis melhores dicas de como aproveitar a beleza e as características do material e garantir ótimos resultados na decoração. Confira:

1. Combine cores e texturas

Se quiser deixar o ambiente ainda mais charmoso, mescle o uso do material e de outras pedras nobres para criar um ar sofisticado. Aposte, por exemplo, em cores claras, como o mármore Carrara ou Crema Marfil, com pedras mais chamativas — mármore Calacata e o Marrom Imperial, por exemplo.

Mas lembre-se de harmonizar a paleta de cores e evitar tons e texturas conflitantes. Assim, o ambiente não fica carregado demais.

2. Dê destaque ao mármore

Em projetos menores ou mais econômicos, invista no mármore como peça central da decoração. Dessa forma, além de assegurar o uso da peça como acabamento de luxo, o projeto ainda tem um alicerce principal para facilitar futuras combinações.

Em salas, o revestimento de lareiras e painéis com o mármore deixa o ambiente muito elegante e com estética imponente. Já em banheiros e cozinhas, o destaque pode vir de bancadas e pias, por exemplo. Consequentemente, mesmo com móveis e revestimentos mais simples, o ambiente continua belo e em evidência.

3. Explore novas possibilidades

O mármore é muito versátil, por isso pode ser aproveitado de diversas maneiras em toda a casa. Uma alternativa inovadora é usá-lo em paredes e móveis, por exemplo.

Outra tendência é aplicar pequenas peças em formato hexagonal, criando uma geometria semelhante à de uma colmeia. O mármore deixa essa estética ainda mais elegante e única.

É interessante também a ideia de investir em mesas inteiramente de mármore, tanto as de jantar quanto as de centro e criados-mudos. As possibilidades são muitas, pois as peças podem ser redondas ou quadradas, grandes ou pequenas, e ainda ter o tampo em qualquer tipo de mármore.

4. Aposte em detalhes

O mármore chegou também para os itens de decoração. Acompanhando uma estética mais minimalista, eles prometem trazer toda a expressividade e singularidade da pedra em detalhes e pequenos objetos que complementam o ambiente.

Os mais encontrados são luminárias, bandejas, prateleiras, quadros e vasos para plantas. Mas o material também marca presença em relógios, caixinhas, pratos decorativos e em muitas outras opções.

5. Reproduza a estética do mármore em objetos

Também existe a possibilidade de reproduzir a beleza dos veios naturais em artigos inusitados.

Bons exemplos dessa opção são os tecidos, plásticos e papéis de parede que simulam a estampa das pedras. Dessa forma, almofadas, cadernos, roupas de cama e até capas de celular podem aproveitar as características visuais do mármore!

6. Procure revestimentos que simulam o mármore

Como já mencionamos, existem revestimentos reproduzem a rocha, garantindo a beleza do mármore e ainda acrescentando outras qualidades.

O porcelanato, por exemplo, é considerado um dos melhores revestimentos para pisos, bancadas e paredes. Pode ser aplicado em áreas externas ou internas, úmidas ou secas. Entre as suas principais características, estão: alta resistência, baixa absorção de água, limpeza e manutenção fáceis, preço acessível e versatilidade.

Os porcelanatos ainda podem ser encontrados com diversas texturas, padrões e espessuras, inclusive em modelos nobres que simulam com perfeição vários tipos de mármore, como o Carrara, o Calacata, o Gris Armani e o Nero Marquina.

Gostou dessas dicas? Então entre em contato com a nossa equipe para saber mais sobre nossas linhas e produtos!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *