reprodução de materiais

A sustentabilidade com a reprodução de materiais

Construções sustentáveis são tendências que chegaram para ficar. Cada passo de uma obra que vai começar do zero ou de uma reforma deve ser cuidadosamente planejado para que o impacto ambiental seja minimizado.

Mas, afinal, o que significa utilizar reprodução de materiais em revestimentos cerâmicos em uma obra de construção ou reforma? Isso nada mais é do que utilizar revestimentos que reproduzem – na maior parte dos casos, com perfeição – os elementos da natureza.

A Portobello investe em tecnologia e criatividade em seu processo produtivo. A técnica de impressão digital é capaz de reproduzir fielmente materiais essenciais da arquitetura, como pedra, concreto, madeira, mármore, metal, entre outros. São mais de 500 itens além de peças e acessórios, todos feitos com material cerâmico.

O material utilizado na produção de cerâmicas também é retirado da natureza em forma de argila. No entanto, por sua composição ser de material inerte, o processo produtivo da cerâmica possui menor impacto ambiental, ainda mais porque pode ser reciclada.

Outro aspecto é que para a produção dos revestimentos cerâmicos, as fábricas da Portobello possuem um método de zero descarte de água (por meio do seu tratamento e reinserção do recurso tratado no processo de produção) e, além disso, optou pelo uso do gás natural para gerar energia elétrica que, entre os combustíveis fósseis, é o que gera menor dano e oferece melhor custo benefício.

 

Como a Portobello utiliza a reprodução de materiais em seus produtos

Maior empresa de revestimento cerâmico da América Latina, a Portobello já emprega a técnica de reprodução de materiais em seus produtos há alguns anos. A empresa é referência nessa técnica, utilizando a melhor qualidade de insumos para que as peças fiquem com aspecto de como se aqueles materiais tivessem sido extraídos da natureza.

impressão digital
A empresa utiliza uma tecnologia de impressão digital em que é possível reproduzir fielmente os materiais essenciais da natureza.

 

Outro benefício da reprodução de materiais, em relação ao recurso original retirado da natureza, é que a cerâmica é mais durável, é reciclável e pode ser aplicada em diversos ambientes. A foto acima parece madeira, não é?

 

Sustentabilidade em toda cadeia de produção

O compromisso da Portobello com a sustentabilidade na produção de revestimentos ultrapassa o uso de tecnologias, como a da reprodução de materiais, e abrange a preocupação em fechar o ciclo de toda cadeia. É por isso que a empresa preza pela recuperação das jazidas de onde são retiradas as matérias-primas usadas na produção dos revestimentos cerâmicos.

área recuperada
Área recuperada para agricultura.

 

A recuperação das jazidas visa o retorno da área à sua vocação natural, que pode ser, principalmente, agricultura, pecuária, piscicultura ou reflorestamento. Em alguns casos realiza-se o reflorestamento com espécies nativas para recuperação da biodiversidade. No ano de 2017, 4.500 mudas nativas foram plantadas em áreas que anteriormente foram usadas pela Portobello como jazidas no Sul e Nordeste, com o objetivo de reflorestamento e recuperação da flora local.

Essas e outras ações de sustentabilidade – não só na esfera ambiental, mas também econômica e social – fizeram com que a empresa seja, hoje, reconhecida com uma das mais importantes do país e tenha conquistado a liderança do setor. E esse reconhecimento pode ser atestado por meio de 23 prêmios e selos recebidos apenas em 2018. As ações da empresa também foram destaque na mídia local. Veja aqui.

Voltando ao nosso assunto inicial, se você ficou interessado em conhecer mais sobre a sustentabilidade reprodução de materiais, utilizada pela Portobello, acesse este outro post que fizemos sobre o assunto. E se você gostou destas informações, compartilhe-as com seus amigos nas suas redes sociais.

Deixar comentário