Os porquês da Portobello optar pelo uso do Gás Natural

A eficiência e o sucesso da economia de qualquer país estão intimamente ligados à sua capacidade de garantir energia elétrica, especialmente para as atividades industriais. E quanto mais racional for o uso dessa energia – seja qual for sua fonte – maior será a capacidade de desenvolvimento desse país.

É bem provável que você já tenha ouvido falar que, no Brasil, a matriz energética está baseada, em sua maioria, no uso de energias renováveis, sendo os recursos hídricos, ou seja, as hidrelétricas, sua principal fonte de geração. Outras fontes comumente utilizadas no país são: solar, eólica (vento), biodiesel e termoelétricas, que podem ser abastecidas por diesel (petróleo), carvão ou gás natural.

Estes três últimos correspondem a fontes de energia não renováveis, mas em relação ao uso do diesel e carvão, o gás natural tem vantagens incontestáveis, principalmente para o meio ambiente.

Os benefícios ambientais levaram a Portobello a optar pelo gás natural como matriz principal de energia elétrica em suas fábricas. Abaixo você pode conferir em detalhes os porquês dessa decisão:

  • Energia limpa: por substituir fontes de energia poluidoras como carvão e diesel, sua queima produz uma combustão limpa e com baixa emissão de gases de efeito estufa, o que, além de gerar economia com sistemas antipoluentes e tratamento de efluentes, é melhor para o meio ambiente.
  • O gás natural é mais econômico, se comparado a outros tipos de energia.
  • Exige menor investimento, menor armazenamento ou uso do espaço, por não necessitar de estocagem.
  • Exige menor custo de manutenção, manuseio do combustível e de outros custos operacionais.
  • O nível de segurança pessoal e patrimonial na sua utilização é maior que em outras fontes.
  • O risco de acidentes é menor com o uso de gás natural. Por ser mais leve que o ar, o gás se dissipa rapidamente na atmosfera em caso de vazamento, evitando o risco de explosões e incêndios. Para que gás natural se inflame, é preciso que seja submetido a uma temperatura superior a 620 graus centígrados (o álcool se inflama a 200ºC e a gasolina a 300ºC).
  • Prolonga a vida útil de equipamentos, especialmente por reduzir corrosões e não causar incrustações.
  • É de fácil instalação e adaptação às instalações já existentes.

Como a Portobello utiliza o gás natural em sua matriz energética

O gás natural corresponde a 100% da energia utilizada em fornos e secadores nas fábricas da Portobello. Essa matriz energética corresponde a 88% do total de energia consumida pela empresa, sendo 12% proveniente de outras fontes.

Além de usar o gás natural, a Portobello investe em alternativas para diminuir o consumo de energia, a exemplo do sistema ar-gás modulante, que permite adequar as quantidades necessárias de gás e ar, conforme a necessidade de calor ao longo dos fornos. A transferência de calor neste sistema permite também que os gases quentes, originados no processo de resfriamento, sejam transferidos e aproveitados dos fornos para os secadores.

Um dos indicadores de eficiência energética na Portobello é o consumo de gás por metro quadrado (m²). A intensidade energética por gás natural utilizado por metro quadrado diminuiu de 6,05 em 2013 para 5,36 em 2016. Os dados estão detalhados no último relatório de sustentabilidade da empresa.

A redução da intensidade energética reflete o ganho de eficiência, o que significa produzir mais com o mesmo recurso. Além da recuperação do aquecimento dos fornos que consiste em direcionar o calor, através de dutos nas saídas das chaminés até outros equipamentos que também utilizam o calor, como secadores e atomizadores.

100% de gás natural na Pointer

A Pointer é a fábrica de revestimento cerâmico que usa o processo “via seco” da Portobello. Foi planejada e projetada seguindo requisitos internacionais de sustentabilidade, de acordo com os critérios para certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design).

Inclusive, você sabia que a Pointer é considerada a fábrica de cerâmica mais sustentável do Brasil? Ela utiliza o gás natural em 100% de sua produção. A eficiência energética no seu processo produtivo é obtida graças ao uso de iluminação 100% LED em toda extensão da fábrica.

Além disso, na Pointer os telhados são brancos, o que colabora para o alto índice de refletância da radiação solar. Na fábrica, o calor dos fornos é reaproveitado e existe um jardim de placas fotovoltaicas, para transformação dos raios solares em energia.

Gostou do post de hoje? Compartilhe nos comentários algum assunto ligado à sustentabilidade que você queira ver aqui no blog.

Deixar comentário