Os móveis inteligentes do arquiteto canadense Graham Hill

Um prédio secular na Sullivan Street  esconde um belo e brilhante apartamento. Além de sustentável, o espaço é de alto padrão e consegue se desdobrar em seis ambientes no espaço de apenas um, graças aos móveis inteligentes.

Provando que é possível viver com pouco espaço e muito conforto, o arquiteto canadense Graham Hill reformou seu apartamento de apenas 39 m² em New York. Com o auxílio de mobília expansível e ar filtrado, o arquiteto transformou paredes em partes móveis, com o ideal de eliminar os excessos.

Quem disse que uma vida simples não pode ser plena?

“Troque propriedade por acesso, possua o mínimo possível para não ter que guardar muito e editar é a habilidade deste século: editar espaço, consumo de mídia, amigos”, disse Graham.

A intenção do arquiteto era aproximar os projetos mais econômicos das pessoas e ensinar alguns valores de simplicidade. “Projetar sua vida para incluir mais dinheiro, saúde e felicidade com menos coisas, espaço e energia”, disse Hill.

Nas imagens seguintes é possível compreender como funcionam as paredes móveis.

Aqui, a cama de casal voltou à parede e o living está pronto para receber os amigos, com espaço para TV e para um bom filme. De forma aconchegante e espaçosa.

A pequena mesa da cozinha pode vir até o living sem grandes transtornos e se transformar em uma mesa de jantar para até 12 pessoas. Ela é separada em nichos que podem ser agrupados, economizando ao máximo o espaço.

Abaixo, está a visão completa do espaço, que acomoda quatro pessoas para dormir, com as camas que ficam sempre escondidas e as paredes que, literalmente, se movimentam.

As laterais escondem diversos armários, inclusive o que guarda uma bicicleta. Isto esta dentro da proposta de uma vida saudável e sustentável, que evita a utilização de carros e motos. É ou não é uma forma genial de viver nas grandes cidades?

Móveis inteligentes para apartamentos pequenos

Fora do apartamento de Graham Hill, a internet encontra-se repleta de projetos de móveis inteligentes.

Essa estante do estúdio Orla Reynolds, por exemplo, é composta por blocos modulares, de funcionamento independente, que abrigam os móveis de jantar.

 

Este berço da Leander acompanha o crescimento da criança. De início o colchão possui regulagem para a altura. Depois é possível retirar a grade de proteção e mais tarde ele vira uma caminha.

Este móvel criado pelas designers Ines Kaag e Desiree Heiss é uma surpresa dois em um. Em um primeiro momento, é uma mesa simples de trabalho. Depois ela se transforma em uma cama de solteiro, aproveitando o espaço do cômodo.

Gostou do post? Aproveite que chegou até aqui e deixe o seu comentário! No site da Portobello você ainda encontra uma série de dicas e inspirações para projetar e decorar a sua casa de maneira inteligente.

Até mais!

4 Responses
  1. onde encontrar esse tipo de cama embutida em balneário camboriu, sc ????

    1. Olá Janaiara

      Sugerimos entrar em contato diretamente com o fabricante citado no post para saber mais detalhes.
      Grande abraço
      Equipe Portobello

  2. como conseguir contato moveis inteligente em Campinas/SP

    1. Olá, Tânia!
      O Blog Portobello é um espaço para tendências, moda e design.
      Infelizmente não trabalhamos com móveis inteligentes, este post foi para inspiração!

      Estamos a disposição!
      Equipe Portobello

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *